Serenidade

Sensibilidade...

13 abril 2011

Não há nada!

(Foto de Serenidade)



há uma força deveras superior!

há ânsia de imenso amor!

há ânimo que desliza entre os dedos,

qual grãos de areia fina que deslizam

pelos vales macios de uma ténue Primavera.

há amor! Tanto! qual Universo em expansão!

há forças verticais que me enterram,

há impulsos que me impelem a voar.

há anjos com rosto e sorriso terno,

há demónios invisíveis e vorazes.

há sopros de vozes longínquas,

há sons próximos que não se ouvem.

há tanto que não sei!

há uma imensidão do que sei e que não sei que sei!

há o que sei e que não sai mim! Ninguém quer ouvir!


O sábio sente-se em casa em qualquer país. O universo inteiro é o lar de uma alma nobre. (Demócrito)


Retalhos


2 Comments:

At 21/4/11 12:37, Blogger Feliz...aos Trinta said...

Queremos tanto conhecer e saber mais dos outros...quando a maior parte das vezes nem a nós mesmos nos conhecemos...

 
At 4/6/11 17:16, Blogger IsaMar said...

Nós temos tudo e nada em simultaneo. Tudo depende das nossas escolhas, experiências, principalmente da forma como interpretamos a vida.

bjs

 

Enviar um comentário

<< Home

Free counter and web stats