Serenidade

Sensibilidade...

31 janeiro 2012

Folha em branco

(Fotos de Serenidade)





As palavras não conseguem sair da folha em branco que é a minh’alma.
Repleta de letras que se amontoam
e lutam por se conjugarem no sentido de algum sentido fazer!
Onde a inexistência de coordenadas é patente,
na amálgama de emoções incoerentes.
Terão as emoções, algum sentido?!
Porque queremos nós dar-lhe forma,
se surgem a seu bel-prazer, alimentadas pela mente?!
Há palavras que se amontoam!
Não querem sair da folha em branco,
preferem ficar fechadas no breve espaço,
entre a mente e o coração, atordoadas.
Se a vibração das partículas atmosféricas as transformar em som,
à minha volta formar-se-á uma grande agitação!




"A vida não é a que se viveu, mas a que se tem na lembrança da maneira como é recordada para se contar." Gabriel Garcia Márquez


4 Comments:

At 1/2/12 13:37, Blogger @zulebranco said...

A vida e o sentir são compostas de emoções que nos levam por caminhos umas vezes claros outros nem tanto, são encruzilhadas confusas que nos ensurdecem e enudecem, as alegrias e tristesas, esperanças e decepções, .... A nossa zona pessoal de conforto quando ultrapassada fica sem geito....enfim a vida.... A música que tens na abertura é muito bonita não conhecia....Sorriso grande e aberto

 
At 5/2/12 22:57, Blogger Serenidade said...

@zulebranco,
Pablo Álboran - perdoname. A voz deste senhor é, simplesmente, fabulosa e deliciosa.

Sorrisos serenos :)

 
At 17/2/12 13:40, Blogger @zulebranco said...

Pelo que sei não aprecias muito mas não resisto a enviar-te o link
http://www.thegiftportugal.blogspot.com/
Sorriso grande

 
At 17/2/12 19:27, Blogger Serenidade said...

@zulebranco,

gosto sim. Acho lindíssimo o refrão da "Primavera", um poema maravilhoso...

Serenos sorrisos

 

Enviar um comentário

<< Home

Free counter and web stats