Serenidade

Sensibilidade...

23 outubro 2011

Tree



(Foto de Serenidade)






És forte, imponente
do teu alto avistas o Sol poente
entranhaste nas profundezas da terra
ergueste para além da serra.
Majestosa na tua aparição
delicias-nos com tua afeição
permites que repousemos sob teus braços
sonhar com o mar e navegar nos seus barcos.
Mesmo sem responsabilidade podes ser mortal
quando abraças na ausência de uma aurora boreal
permites que teus semelhantes sejam atingidos
como um raio que cai num ermo, sem abrigo.
Atingiste-me o lado esquerdo
e o que permite andar o meu ascendente
não te culpo, aceito o teu mutismo
olho-te com um particular carinho.
A dor do doer está presente
a imobilidade na acção é evidente
conserva a tua delicada postura majestosa
concede-nos a tua silhueta maravilhosa
não te imputes responsabilidades
tens demonstrado a tua sincera amizade.






A condição humana faz-nos compartilhar apenas aquilo que temos de melhor - porque estamos sempre em busca de amor, de aceitação.

in "O Zahir" de Paulo Coelho




2 Comments:

At 26/10/11 09:43, Blogger @zulebranco said...

Tanta beleza e bondade, sempre a demonstrar em sentimentos únicos nas belas palavras desenhadas pela vida numa poesia constante recheada de tristeza e alegria, são afectos....
Não seguindo este caminho o meu eleito aprendi a apreciar-te e a respeitar-te,e não sendo um particular leitor de Paulo Coelho partilho com ele que "Uma coisa é você achar que está no caminho certo, outra é achar que o seu caminho é o único. Nunca podemos julgar a vida dos outros, porque cada um sabe da sua própria dor e renúncia..."
A vida continua como uma viagem em que umas companhias entram outras saem....por vezes temos que cortar e seguir em frente, para continuar a viver e sorrir
Sorriso grande e como sempre aberto

 
At 6/11/11 21:28, Blogger Serenidade said...

azul e branco,

sem dúvida que a vida é um comboio: andamos em frente ou às voltas, às vezes até voltamos atrás ou ao mesmo sitio onde já tinhamos passado. Mas há sempre necessidade de largar a estação e continuar a viagem, isto se queremos continuar a viagem da vida. Por vezes, voltamos à mesma estação, outras há que permanecemos mais tempo que o habitual, outras há que gostariamos de voltar ou nunca mais voltar...

Obrigada.

Sorriso sereno :)

 

Enviar um comentário

<< Home

Free counter and web stats