Serenidade

Sensibilidade...

05 dezembro 2006

Rumo à Luz


Sorri … Chora…
qual autómato… fingidora…
risos de dor,
lágrimas de sofredora.
Apatia de uma vida sem sentido
magoada pela existência vaga…
criatura que vagueia
sem rota???
Ao encontro da Luz???
Da sua luz...
Senda do Amor,
dos desencontros de uma benquerença
de lágrimas … de pesar.
Gota de chuva no telhado
Que beija a janela d’um Amor.
Brecha da eloquência,
de um amor incessante,
a vislumbrar o segundo …
de um momento etéreo…eterno…
o Bem-querer …o Amor…
dois corpos unidos…
numa alma fundidos!

11 Comments:

At 5/12/06 01:43, Anonymous Jofre Alves said...

Poesia, a essência da vida, que «sorri... chora», como o teu poema. Boa semana poética.

 
At 5/12/06 15:21, Anonymous Anónimo said...

Olá Carla. Vim deliciar-me com as tuas poesias e embalar-me nas asas dos teus sonhos. Que o teu sonho dure uma vida.
Um poético abraço
jorge

 
At 5/12/06 15:58, Anonymous Jorge said...

Um poetico abraço.

 
At 5/12/06 16:32, Blogger Nokinhas said...

Olá!

Mais um dos teus belos poemas... Sempre que visito o e teu blog encontro alguma serenidade!!

Beijinho e fica bem!

 
At 5/12/06 16:56, Blogger dark_angel said...

aqui esta um retrato pintado de tantas almas identicas á minha...
gostei muito do que li...
pareceram me palavras que se soltaram de dentro de mim,mas escritas pla mao de outro alguem...
e uma sensacao estranha,esta de me reler nas palavras que surgem tao exactas,tao sentidas mas tao de outro alguem,que nao eu...
lagrimas sorridentes!...

 
At 5/12/06 23:38, Blogger @zulebranco said...

Boa noite amiga Carla, mais um belo poema cheio de imagem e sentido. A tua forma de escever tão elegante e ao mesmo tempo tão bela e profunda, é na verdade um privilégio poder ler-te e sentir-te....um beijo sereno e um obrigado pelos teus generosos comentários que sempre deixas no meu cantinho.....é sempre bom ver-te por lá e sentir-te no que leio

 
At 6/12/06 20:20, Blogger MiaHari said...

Olá, serenidade,

Lindo, o que escreveste! Sentido, sofrido, mas singelo! Obrigada também pelas considerações deixadas no meu cantinho, é sempre bom ver-te passar por aqui.

Beijinho.

 
At 6/12/06 22:14, Blogger Filipe said...

Quando a vida nos prega uma partida, devemos sempre seguir a luz, pois é por lá que se ergue a resposta..

Bjs!

 
At 6/12/06 23:26, Blogger Professorinha said...

Pois, o amor... esse amor... o amor... que haverá mais a dizer sobre o amor?

Beijinhos :)

 
At 7/12/06 12:47, Blogger AS said...

Gostei deste poema! Tem espressões poéticas belissimas!...


Um beijo...

 
At 7/12/06 19:37, Blogger Miudaaa said...

oláaa menina serena.
começei a ler-te de cima para baixo, e penso que uma das grandes essências do "mas...amo-te", está AQUI, descrito, neste "RUMO à LUZ..."

dois corpos unidos numa alma fundidos!!!

1 beijo da tua miudaaa

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

Free counter and web stats