Serenidade

Sensibilidade...

03 dezembro 2006

Alma lacrimante!


Pequena no infinito,
pura alma … ferida,
repleta de Amor,
repleta de dor,
de chagas …
ulceradas… e… saradas.
Alma límpida cheia de luz e de sombra,
agoniada pelos desencontros …
mortificada...
faminta de Amor.
Qual pássaro esfaimado,
de asas feridas...
Divaga e perde-se,
encontra-se… num ninho sem aconchego,
afunda-se… na ausência de um nada.
Embate na embriaguês dos instantes…
que não são seus!
Descobre-se numa inexistência…
onde o nada é tudo!
Alma flagelada pela alma que é sua!
Alma cintilante…lacrimeja…
com a amargura terrena,
perde-se no gáudio do infinito.
Almeja ser tudo nele
uma pequena alma e,
no seu infinito Ser coabitar
Alucinar-se … perder-se nos seu braços,
sem querer se encontrar!

10 Comments:

At 3/12/06 22:42, Blogger @zulebranco said...

Boa noite Carla, és mesmo um ser muito especial, toda doçura e pureza, a tua forma de escrever te revela, e nos mostra a tua grandeza de alma, poema muito bonito mas transcreve a dor pelo desencontro.....tu mereces tudo, acredita também alguém te vai merecer, ... Um beijo sereno

 
At 4/12/06 00:31, Blogger MiaHari said...

Olá, serenidade,
Muito bonito este teu poema!
Como deveria ser bonito também se o cantasses virada para o mar!

Beijinho.

 
At 4/12/06 12:21, Blogger Miudaaa said...

Minha Doce Serenidade.
Tanto Mar
Tanto Amar
Tanto Querer
Que há dentro desse coração bonito e cheio de luz.

Rendo-me à Paz que me dás quando te visito e fico aqui, deliciada a ler-te.

Só tu sabes o QUANTO eu gosto de te ler e de aqui estar.

Um beijo da miudaaa

 
At 4/12/06 18:46, Anonymous Mel said...

Sem querer se encontrar, encontrando-se, na plenitude do Ser!
Eis o que se busca!!!

Bjs de Mel

 
At 4/12/06 19:23, Blogger Juℓi Ribeiro said...

Querida Carla:

Quanta paixão e sentimento!
Que delicadeza e sensibilidade!
"Descobre-se numa inexistência…
onde o nada é tudo"
Nesta frase você prova,
que as vezes encontramos
nas pequenas coisas,
"um valor infinito..."
E prova também que é dona
de um enorme talento,
que se destaca
em cada verso seu...

Fico muito feliz
de poder estar aqui
e compartilhar
seus lindos versos.
Obrigada, querida amiga,
não é a toa, que você
se chama SERENIDADE.
Beijo,*Juli*.

 
At 4/12/06 21:25, Blogger BlueShell said...

Eu sinyo-me assim....mesmo!!!
Bjs
BShell

 
At 4/12/06 21:43, Blogger david santos said...

Olá, serenidade!
Bom poema e sorte na imagem. É que nem sempre as coisas saem tão perfeitas. Desta feita, correu tudo bem.
Parabéns.

Até sempre.

 
At 4/12/06 21:48, Blogger Carraça said...

Para começar a semana com o coração repleto...
Bjs

 
At 4/12/06 21:55, Blogger * Ju * said...

simplesmente, e mais uma vez, LINDO... :')

nao imaginas como estes bocadinhos me fazem bem... e me fazem falta... principalemnte em dias assim: de muito muito cansaço... :(

beiju grande minha linda*
até à minha volta!! breve, espero... obrigada por estes bocadinhos*

 
At 4/12/06 23:08, Blogger MiaHari said...

Olá serenidade, obrigada pelas tuas palavras no meu cantinho. Aproveita cada minuto da vida, mais tarde saberás dar o valor ao que viveste. De outra forma, restar-te-à mais tarde a melancolia de momentos não vividos enquanto era tempo...
Vive-os com sinceridade, com amor por ti e pelo próximo!
Beijinho.

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

Free counter and web stats