Serenidade

Sensibilidade...

05 abril 2010

Mendigo


(Foto de Serenidade)


Mendigo deixa de mendigar
não peças o que não podes dar
dá o que tens com alma e coração
mesmo que apenas uma côdea de pão.
Ou então, o afecto que tens dentro de ti,
não custa dinheiro, tem um valor sem fim.
Concede a quem te rodeia amor, carinho e serenidade,
não queiras o que não tens, apinhado de ansiedade.
Olha à tua volta e sente a brandura dos olhares
que mesmo revoltados dizem “quero mais ”
nunca satisfeitos com tanto que têm, insaciáveis,
quando dentro de si tão pouco têm, meros miseráveis.
Mendigo que mendigas pão,
concede ao outro teu nobre coração.




"Gostava de ser uma videira. Pode não ser forte nem bonita como tu, mas qualquer um pode alcançar seus frutos." - Augusto Cury


2 Comments:

At 6/4/10 01:28, Blogger Vieira Calado said...

Boa, noite!

Há tempo que a não "via"

Daqui lhe envio as minhas saudações poéticas.

Beijoca

 
At 6/4/10 21:06, Blogger IsaMar said...

Olá...
Todos nós temos algo para dar...
Há sempre uma marca na nossa caminhada...em que seja um olhar. Este pode sr importante para alguem no momento certo.

beijinhos

 

Enviar um comentário

<< Home

Free counter and web stats