Serenidade

Sensibilidade...

17 janeiro 2010

Verbo

(Foto de Serenidade)

A palavra proferida,
foi antes de mais pensada e sentida.
As ruins, dizem que "saem sem se pensar",
são antes de mais ditas sem amar.
Amar? Quem?
A si mesmo que nao se conhece,
que até seu olhar esmorece,
na penumbra da ilusão,
de que se conhece com a razão!
Razão, todos a têm e é só sua e apenas sua,
consciência do que se É, tem fases como a Lua.
Na palavra proferida, vamos incutir amor,
o bom sentimento crescerá com fervor.


"Pessoas brandas também alojam monstros nos ecônditos da sua psique."
Augusto Cury

4 Comments:

At 20/1/10 23:26, Blogger Multiolhares said...

Por vezes as pessoas branda até tem mais monstros escondidos, pois não os expurgam, e só o amor o verdadeiro amor os pode adoçar
beijinhos

 
At 21/1/10 11:12, Blogger gaivota said...

e cada palavra dita seja uma mensagem de amor, carinho, ternura, entendimento
deixem os outros por outros caminhos que não se cruzem com os nossos
beijinhos

 
At 28/1/10 23:15, Blogger Branca said...

Olá :)

Seria bom que assim fosse sempre, que em todas as palavras incutissemos sentimentos bons...

Mas, existem aqueles momentos em que até com a mais doces das brisas embirramos e pronto...
Boa frase essa do Augusto Cury, é bem verdade!

Olha, não faz mal, a gente dá-lhe umas bolachinhas e faz-lhe uns miminhos e o monstrinho de barriguinha cheia fica a ronronar como um gatinho fofinho... lol :P

Beijinhos :)

 
At 2/2/10 09:54, Blogger Miudaaa said...

Que todas as palavras proferidas fossem palavras pensadas e sentidas, palavras analisadas e peneiradas. Mas nem sempre o conseguimos. Nem sempre.
Procurar a melhoria das palavras proferidas poderia ser um exercício diário e este mundo, seria um MUNDO MELHOR.

Beijo de miudaaa, ainda encantadas com o teu dia 06.02.2010

 

Enviar um comentário

<< Home

Free counter and web stats