Serenidade

Sensibilidade...

01 dezembro 2007

Prosa desobrigada

(Foto de Serenidade)



Letras unidas com suavidade,
soltando-se num grito sentido,
tocaram meu lado esquerdo,
apertado de dor, bradou encolhido.

Emoções sentidas, sem o serem,
vibraram pel’alma, d’além, serena,
chegaram aos olhos e, soltaram-se,
gotículas d’água salgada, amena.

Obstáculos ultrapassados com angústia,
aportaram em mim, relembrando outrora,
a força que transpareceu na tempestade,
é orgulho pela senda relembrada agora.

Rever parte de mim, nas palavras proferidas,
nos sentires convertidos em parca linguagem,
fez reviver a dor que passou e seu rumo seguiu,
lembrar uma longínqua, entranhada, miragem.

Letras unidas pela brandura d’uma guerreira,
duas almas sentindo-se unidas na afinidade,
compartilhando sendas espinhosas, vitoriosas,
sentindo o sentido, partilham-no na amenidade.




"Podes decidir ser anjo durante uns tempos e depois decidires mudar de ideias. E depois podes querer voltar a ser um anjo. Podes andar à volta em ciclos, podes andar às voltas de todas as maneiras, deslocar-te em espiral, mover-te em linha recta, ficar no céu anos a fio, voltar à Terra no momento seguinte - podes escolher o que entenderes.
Tens alguma ideia de Quem Tu És?"

Neale Donald Walsh

28 Comments:

At 30/11/07 19:25, Blogger su said...

Podemos vencer pelas palavras.
Podemos ser para ale´m delas.
Podemos querer a vitória certa
Dos guerreiros que vencem a sua própria dor.
Somos atletas ultrapassando as linhas
Que limitam os textos ditos exagerados.
Vencemos as esquinas de nós mesmos
E acabamos por chegar a um qualquer sentido de nós mesmos:
Em nome da sobrevivência.
Em nome do ser humano.


Um beijo grande aqui da Teia, meio ausente do virtual...o tempo corre e é pouco!
Bom fim-de-semana.

 
At 30/11/07 19:42, Blogger Silvia Madureira said...

Nada mais fantástico do que partilhar todos os momentos...este é o verdadeiro amor: único, que acontece quando menos se espera mas com tão pouca frequência...que me deixa triste. Mas...tudo o que é belo...torna-se raro devido à sua preciosidade e grandiosidade...
Podemos comparar a uma pedra preciosa...não se encontra todos os dias...infelizmente.

beijo

 
At 30/11/07 20:16, Blogger Entre linhas... said...

aS PALAVRAS QUANDO UNIDIDAS SÃO SOPROS DE PLENA FELICIDADE TRAZIDA POR NOVOS ARES...

bOM FIM DE SEMANA AMIGA
bJS zITA

 
At 30/11/07 20:17, Blogger rosa dourada/ondina azul said...

Não sabemos quem somos e as possibilidades que temos, até chegar o momento de as exercer!!!


Beijinho,

 
At 30/11/07 20:26, Blogger DE-PROPOSITO said...

Nós não conseguimos ser anjos. Os outros é que nos fazem 'ANJOS ou DEMÓNIOS'.
FICA BEM.
FELICIDADES

 
At 30/11/07 21:15, Blogger John Lemmos said...

Olá Carla
Tenho andado meio ausente da net...
Bom fim de semana

**beijo**

 
At 30/11/07 22:18, Blogger Professorinha said...

Agora a sério e já cansada de dizer sempre o mesmo, de manisfestar a minha admiração pelo teu talento... quando publicas um livro?...

Beijos

 
At 30/11/07 23:18, Blogger efvilha said...

Serenamente, pouco sei do que sou.
Às vezes sou buraco negro.
Às vezes uma réstia de luz, que seja.
Apenas tenho certeza da minha gana de viver.
Talvez seja por isso que creio em um outro lado da vida.

Um beijo imenso de Paz, em ti.

 
At 1/12/07 19:28, Blogger Joseph said...

Carla,
Oi

Aqui estou a admirar o que postaste de tua autoria e não só.
Sobre o poema já sabes o quanto eu gosto de te ler... oxalá conseguisse sempre apanhar esse fio que por vezes me foge das mãos.
Muita Paz.

O pensamento é divinal.

Beijinho sereno e amigo.

 
At 1/12/07 21:46, Blogger Black Rose said...

A vida é feita de batalhas...

 
At 2/12/07 14:59, Blogger * Ju * said...

as vezes e dificil responder nao e?

beiju enorme, com saudades*

Linda música :):):)

 
At 2/12/07 17:36, Blogger impulsos said...

A união das tuas letras serenas, formaram as palavras que tu, com suavidade e delicadeza lhes deste o sentido necessário para fazer o lindo poema ao qual deste um nome de prosa... que eu adorei!

Beijo

PS. Tenho um desafio para ti, minha amiga... acho que vais gostar.
São ENCRUZILHADAS
[Compôr um post em prosa/conto ou poesia com o título dos últimos 10 posts, usando outras palavras, pelo meio, para dar sentido ao todo]

Outro beijo

 
At 2/12/07 21:20, Blogger Professorinha said...

Eu não tenho nenhuma ideia de quem eu sou...

Beijos

 
At 3/12/07 08:27, Blogger @zulebranco said...

Bom dia, hoje apenas manifesto um sorriso e como diz o POETA Baladaeiro..."Diz-me pode alguém ser quem não é?...."não tenho nada contra mas particularmente não gosto da frase deste Sr.Neale Donald Walsh
...Um grande sorriso para ti

 
At 3/12/07 11:48, Blogger Secreta said...

As palavras são parte de nós... São história , vida !
Beijito.

 
At 3/12/07 13:31, Blogger FERNANDA & SONETOS said...

Olá Carla, lindo......
Gostei muito.
Beijinhos,
Fernandinha

 
At 3/12/07 15:46, Blogger Um Momento said...

Linda atua foto
Belas as tuas palavras...
E a ideia que faço de quem eu sou... é que sou apenas eu:)))
Com defeitos e virtudes... mas eu
Adorei a tua prosa desobrigada
Grat pela partilha
Beijo Imenso!
Dia lindo te desejo:)))
(*)

 
At 3/12/07 17:27, Blogger M.M said...

Palavras bonitas, como é hábito.

...A música é que já podia ser outra, não? Uma sugestão, apenas.

 
At 3/12/07 19:54, Blogger SLopes said...

E porque não há limites...lindas palavras!

Cumpts.

 
At 3/12/07 20:27, Blogger Plum said...

"duas almas sentindo-se unidas na afinidade"- o mais importante de tudo!!!
Abraços!***

 
At 3/12/07 20:41, Blogger Mel de Carvalho said...

Querida amiga ... almas unidas, palavras abraçadas.

Bom mesmo ler-te!

E que tal um desafio?
Passa lá na minha noite!
(o blog antigo, este caminho é mesmo ... virtual)

Beijo enorme
Mel

 
At 4/12/07 01:08, Blogger Abelhinha said...

Serenidade lembra-me um texto que escrevi... entretanto perdido, entretanto esquecido.

Blogue fantástico, escrita sublime PARABÉNS

passarei mais vezes

 
At 4/12/07 11:21, Blogger Cátia said...

Ola serenidade,

A incerteza do saber, o querer ser e nao ser, o ter e nao ter... Mas fica o sentimento, a certeza do sentir.

Beijo grande

 
At 4/12/07 11:23, Blogger Branca said...

Quem sou?!
Não sei ao certo...
Sou alguém como muitos outros,
alguém que ama, que sonha, que chora, que se zanga, que perdoa, que vive...
Eu vivo!

Tal como tu, como aquele outro, como a humanidade, não?!

Beijinhos :)

 
At 4/12/07 14:09, Blogger Entre linhas... said...

Passei para te deixar um beijinho

Zita

 
At 4/12/07 17:55, Blogger Cöllyßry said...

Emoções escritas nas tuas palavras, são doces encantos...feliz sou por saber quem sou...

Bjca doce

 
At 4/12/07 19:58, Blogger Joseph said...

Carla,
Olá

Vim visitar-te. Sinto-me bem por estes lados.
Há suavidade...

Beijinho amigo

 
At 6/12/07 17:03, Blogger suruka said...

Tambem gosto dos pensamentos com que rematas o teus textos.

E também és fotografa.

Muito bem!!!

 

Enviar um comentário

<< Home

Free counter and web stats