Serenidade

Sensibilidade...

06 novembro 2007

Intemporal

(Foto de Serenidade)


Estreita era a distância,
entre mim e ti, a ocasião,
a um toque duma clave,
o agora risonho coração.

Segundos não têm tempo,
nos momentos sem duração,
revivem na sã lembrança,
fartos de venturosa emoção.

Fechados no cofre meu,
tocando doirado baú teu,
instantes repletos de amor,
partitura, nossa, bonita nasceu.

O olhar sem sal que o tolde,
na ausência da vã distância,
corações brilhando ao Sol,
sentindo igual fragrância.

Vivendo exacto momento,
perdura feliz lembrança,
do não haver distância,
num amanhã esperança.



“Não basta ouvirmos a mesma canção, é preciso cantá-la juntos…”
... eu canto...



Saudade de ti é intemporal...

Longa era a distância,
entre nós um pedacinho,
longa é a distância,
sinto-te com carinho.

Estás sempre comigo
mesmo meus escassos sentidos,
sendo um perverso empecilho,
entorpeçam teus bramidos.




"A maior parte dos seres humanos está concentrada
a maior parte do tempo em coisas que não têm
interesse nenhum."

Neale Donald Walsh



19 Comments:

At 5/11/07 22:00, Blogger Obscuridade Translúcida said...

No Amor não existem distancias nem barreiras, só uma pequena rua que divide os dois corações em que basta fechar os olhos para a passar...

 
At 5/11/07 22:30, Blogger @zulebranco said...

Pura e simplesmente....fantástico.....Dorriso aberto para ti

 
At 6/11/07 01:49, Blogger Joseph said...

Carla,

Saltitando de flor em flor, lá vais rindo e cantando: Sou feliz.

Agora sim, nota-se a alegria dum ser a transbordar.

Bonito poema, grande poema.

Beijinhos amigos

 
At 6/11/07 09:44, Anonymous Secreta said...

A distãnsia há-de ser nula. O amor tudo pode vencer!
Beijito :)

 
At 6/11/07 09:44, Blogger Lívio said...

De palavras se faz o poema
o poema faz a canção
de dois seres que se amam
as vozes o proclamam
e abrem seu coração
na musica que envolve o tema

Serenos sentidos

 
At 6/11/07 12:23, Blogger mixtu said...

o tempo
o espaço
o amor
que espaço tem o amor?
que tempo tem o amor?

poesia... como sempre

abrazo europeo

 
At 6/11/07 14:37, Blogger Silvia Madureira said...

Quando se ama sente-se a pessoa mesmo distante...cheirinho e tudo...é igual.

beijo

 
At 6/11/07 18:51, Blogger multiolhares said...

Quando se ama
Ainda que existam opiniões diferentes
Pois somos unos
Aprendemos a tocar
Nas cordas da vida a dois
E escrevemos uma sublime
Sinfonia

Beijinhos
luna

 
At 7/11/07 00:31, Blogger Nena Pereria said...

CONVITE

A Câmara Municipal de Lousada e a Negra Tinta Editorial
tem o grato prazer de o/a convidar para o lançamento do Livro
Pulsa o Impulso de
Artur Moura Queirós
com Prefácio de
António Costa Moura,
Fotografia de
Júlio Sousa e Vítor Ribeiro
e Conceito Gráfico de
Fausto Rodrigues

10 Novembro 2007
21h30 |
Biblioteca Municipal de Lousada

Mecenas
da Edição:

AUDI CENTRAL TECH
LABMO

 
At 7/11/07 02:06, Blogger Kalinka said...

CARLA

EXCELENTE MÚSICA.

Quando me aventuro a ler o que escreve, fico sempre fascinada, pois com muita subtileza vai colocando as palavras onde é necessário.

Ando angustiada pela falta de tempo que tenho tido nos ultimos 10 dias; fui de férias(em passeio) 3 dias ao Algarve e 4 dias até ao Norte...e, assim tenho estado ausente.
Estive no Porto, na 6ª feira - dia 2 de Novembro, se tivessemos combinado poderíamos ter-nos conhecido, quem sabe???

Beijitos.

 
At 7/11/07 08:42, Blogger Diva said...

Delicosa a musica... Ler-te e sempre....poesia.
Bjs meus

 
At 7/11/07 11:25, Blogger ...HOJE.SOU.A.PAULA said...

Carla,

No amor o tempo é sempre insuficiente e o espaço marcado pela distância, um enorme vazio.

Bjinho

 
At 7/11/07 13:47, Blogger O Sentir dos sentidos said...

Olá Carla,

Lindo poema este seu "Intemporal"...e te confesso...adorei a música..."homem bomba"..ahhh..minha filha, hoje estoi ki é uma coisa...rsss, parecendo uma terrorista sabe? Voce mesmo constatou lendo meu humilde "poema" não é mesmo? Até as imagens estão pouco românticas, como viu.Mas...é assim...rss.
Obrigada por sua visita, e te convido voltar sempre certo?
Muitas explosões de sorrisos te desejo sempre.ahh...e de amores também tá?

Beijo comsentido,

 
At 7/11/07 16:36, Blogger sveronica said...

Bom viver a lembrança de que mesmo na distância, existe a esperança...

Beijinho

Menina do Rio

 
At 8/11/07 13:56, Blogger Chahy said...

Saudade é dor e esperança, intemporal, pois nunca parte, nunca muda, Lindissimo esse teu texto.

 
At 8/11/07 16:09, Blogger Silvia Madureira said...

Amiga:

Desves ter confundido...deixaste uma mensagem a dizer que foste ao meu novo blog mas eu não tenho novo blog.

As melhoras. beijocas

 
At 8/11/07 17:45, Blogger saturno said...

Olá!!

Ultimamente tem sido difícil contactar consigo. Espero que esteja tudo bem e que este ano escolar tenha reservado belas surpresas.

Beijos com saudade!!

 
At 8/11/07 17:45, Blogger saturno said...

Olá!!

Ultimamente tem sido difícil contactar consigo. Espero que esteja tudo bem e que este ano escolar tenha reservado belas surpresas.

Beijos com saudade!!

 
At 8/11/07 21:21, Blogger Silvia Madureira said...

Tens toda a razão amiga!
Julgava ser um blog particular...
No entanto esse blog extinguiu-se por motivos de vários ordens. Como deves imaginar 44 pessoas a trabalhar sem se conhecerem para um blog conjunto ...torna-se quase uma impossibilidade. Portanto..já não existe.

beijoca

 

Enviar um comentário

<< Home

Free counter and web stats