Serenidade

Sensibilidade...

15 outubro 2007

Inerte enlaço

(Foto de Serenidade)

Sou pedra, rocha inerte,
sem forças. Ilusória dor perene.
Sou penedo, insensível, em mim,
penhasco no alto da colina,
vislumbra o ápice da partida,
no além o prelúdio da ventura,
no agora o pesar da estância.
Penedo banhado por sereno oceano,
recebendo a força do enlaço,
teu olhar a paz da minha discordância.
Sou rocha, calhau, em mim.
Flor cadenciada, doce, em ti.
Rocha amputada pela inércia,
ausência de acção angustia,
quem vê sempre um novo dia.
Sou penhasco, rochedo,
rebolando pela montanha
chega cansada, polida,
à foz do teu enlaço.
Pedra, rochedo, penedo,
brota seiva amargurada
só pretende ser amada
por si, respeitada,
não mais, por si, maltratada.

"Se és Feliz e o Sabes, Bate as Palmas."

Torey Hayden

...porque todos o somos na essência.

O véu da percepção é que nos faz duvidar...

21 Comments:

At 15/10/07 20:25, Blogger Plum said...

Vamos bater muitas Palmas!!!!Que se oiçam os aplausos!!!Be Happy!!!***

 
At 15/10/07 20:39, Blogger Obscuridade Translúcida said...

Cada vez é mais dificil comentar os teus poemas, são de um nível de tal forma elevado que não tenho vocabulário à altura desta obra.

Percebo que o mar te dê uma carga positiva, e que de uma certa forma tens inveja da rocha que todos os dias tem contacto directo com o mar...

Pode também ser analisado pela vontade de estar todos os duas a ser banhada pelo amor...

Estou perto?

 
At 15/10/07 21:56, Blogger Fernanda e Poemas said...

Olá Carla, linda foto e belíssimo poema.
Beijinhos!
Fernandinha

 
At 16/10/07 00:05, Blogger Professorinha said...

A felicidade é algo que nós nunca sabemos que temos pois nunca pensamos nisso quando somos felizes... A felicidade é e sempre será algo perdido pois apenas nos apercebemos do que fomos felizes quando já não o somos...

Beijos

 
At 16/10/07 08:11, Blogger @zulebranco said...

bom dia,
bonitas palavras bem colocadas em estilo próprio, mas o mundo também gira para fora...Como seia interessante ver as tuas palavras conjugarem outro pronome...Sorriso sereno

 
At 16/10/07 08:57, Anonymous Secreta said...

Pedra , rochedo , penedo ... que pode se tranformar numa frágil flor amada.
Beijito.

 
At 16/10/07 19:07, Blogger Silvia Madureira said...

Às vezes sentimos que somos rochas mas lá no fundo nós somos uma delicada flor que perante as agressividades do mundo quer ser o que não é!

beijo

 
At 16/10/07 20:02, Blogger Menina do Rio said...

O que te dizer, a não ser da imensa alegria pela tua presença em minha casa!

Obrigada por estares em minha vidae por tua Serenidade!

Beijos

 
At 16/10/07 21:17, Blogger Joseph said...

Carla,
vim aqui parar por um acaso do destino.
Quedei-me.
Muito, muito bonitos, este e todos os poemas.
No mundo há gente bonita.
Parabéns.
(Vou-te enviar um e-mail)
Até breve.
bjus

 
At 16/10/07 21:38, Blogger elsa nyny said...

Palmas! Palmas pa tiiii!

Convido-te a conhecer a Flávia que está em coma vigil irreversivil há quase dez anos...

bjs

 
At 16/10/07 23:39, Blogger Rui Caetano said...

Nascemos para sentir o calor do amor no rosto, nunca para sermos maltratados o maltratar as mulheres.

 
At 17/10/07 11:38, Blogger Entre linhas said...

Teus poemas revelam cada vez uma fonte de saber e de conjugar as palavras no momento certo.
Bjs Zita

 
At 17/10/07 11:57, Blogger brisa de palavras said...

A felicidade , tão desejada e sempre incompleta.

um abraço
brisa de palavras

 
At 17/10/07 17:16, Blogger *©õllyß®y said...

Às vezes bem queremos ser rochas, mas o sentir da emoção é mais forte...belo teu poema

Doce beijo

 
At 17/10/07 19:45, Blogger rosa dourada/ondina azul said...

Querida serenidade,

Belo poema com muito sentimento interior !


Beijinho para ti,

 
At 17/10/07 21:41, Blogger Papoila said...

Um poema muito bonito... ser pedra rolada penedo emlaçado pelo oceano notivo para aplaudir!
Lindo!
Beijos

 
At 17/10/07 21:44, Blogger Papoila said...

Espera-te um sol que sorri l� no campo. Se l� passares saber�s porqu�.
Beijos

 
At 18/10/07 01:01, Blogger Girafa cor de rosa said...

Belo o teu poema e foto acompanhar! Tu brincas e jogas com as palavras e o resultado é magnífico, continua a brindar-nos com estes poemas tão belos e cheios de significado.

 
At 18/10/07 11:43, Blogger ♥≈Nღdir≈♥ said...

Venho convidar-te a brindar comigo ... É dia de festa lá no meu cantinho...

., . - . - , _ , .
.) ` - . .> ' `(
/ . . . .`\ . . \
|. . . . . |. . .|
. \ . . . ./ . ./
.. `=(\ /.=`
.... `-;`.-'
......`)( ... ,
....... || _.-'|
........|| \_,/
........|| .*´¨)
¸.•´¸.•*... ¸.•*¨)
(¸.•´ (¸.•` *
*´¨) мιℓ вєιנoѕ♥*♥
¸.•´¸.•*... ¸.•*¨)
(¸.•´ (¸.•` **♥*♥

 
At 18/10/07 14:26, Blogger su said...

Não imaginas como este teu excelente poema me serviu a alma. Vestiu-a tão bem que não o quer tirar...sou assolada pelos meus fantasmas negros que me cortam as asas e tudo em mim parece tornar-se pedra sofrida...

Belo. Levo-te emprestado comigo
Beijo grande.
Bela foto também...

 
At 18/10/07 16:17, Blogger Joaquim Amândio Santos said...

perfilam-se genes que farão história nos tempos dedicados aos sussurros...

 

Enviar um comentário

<< Home

Free counter and web stats