Serenidade

Sensibilidade...

25 novembro 2007

Emudecido

(Foto de Serenidade)



Vibram as cordas da guitarra,
o sopro que engole a madrugada.
Timbre de duas vozes proferido,
num som ecoado, percebido.
Nota a presença da nota,
no lado esquerdo seu norte.
Aporta o timbre sonâmbulo,
onde estaria seu ângulo.
Daqui sai a plácida melodia,
age com que meu corpo sorria.
Vibram as cordas dos nossos gritos,
concebidos em suaves gemidos.

O sopro da súplica do mundo,
corre por descampados surdos,
tropeça nas serras enclausuradas,
cai pelas encostas íngremes disfarçadas,
aporta no vasto oceano negro, desfasado.

Correm meus fluidos,
na busca do silêncio,
do grito da Fénix,
Ser sem exigir ser,
Ter não impondo ter!

Soa o sangue que me corre nas veias,
clama pelo som da tua seiva,
impregnada ao canastro meu, sem casco.
Unos na dualidade do mutismo de nossos corpos,
permanecer, ouvir a ausência de Som do Cosmos,
contemplá-lo,
na unidade de nós buscá-lo,
impregná-lo,
cantá-lo.
O mutismo melodioso,
prodigioso.





"Enquanto estiver dominado pela angústia, ou pela indignação ou pelo horror, a minha capacidade de escolher está inibida. Aquilo que poderia ter a liberdade de escolher é a purificação, um regresso à inocência tornado possível pelo choque do que acontece quando não se acarinha a inocência."
Deepak Chopra


28 Comments:

At 25/11/07 10:01, Blogger Entre linhas... said...

Gritos que evocam súplica no timbre dos silêncios numa contemplação plena de um cosmos infinito.
Bom Domingo amiga
Bjs Zita

 
At 25/11/07 14:31, Blogger Joseph said...

Carla (Serena)
Olá.

Olha, sem querer, postei o meu comentário no teu post ALIENADA, pelo que, dado que eu não o posso fazer, agradeço que o transfiras para aqui, para o EMUDECIDO.
Sorry.

Um beijinho sereno

 
At 25/11/07 16:30, Blogger * Ju * said...

que saudades da inocencia de criança... :)
mas os tempos mudam, é a lei da vida...

LIIIIIINDA imagem :)
beijue norme linda*

P.S. sim, ao pé do M. vai ser óptimo :):):)

 
At 25/11/07 16:32, Blogger Kapikua said...

Escreves bem de mais!

Adorei mais uma vez o poema e a foto!

Beijo

 
At 25/11/07 17:14, Blogger Menina do Rio said...

Soa o sangue que me escorre nas veias...
Lindo e sereno como tu!

beijinhos de boa semana!

 
At 25/11/07 18:40, Blogger Obscuridade Translúcida said...

A musica tem como base a junção de notas para formarem uma melodia, assim como o teu poema une as palavras para transcrever a harmonia...

O amor renasce das cinzas como a fénix como por magia...

 
At 25/11/07 23:30, Blogger Black Rose said...

Os duetos musicais são a mais bela expressão de amor...

 
At 26/11/07 08:21, Blogger @zulebranco said...

A distância que vai entre o ter e o ser é tão grande ...gostei de quase tudo, especialmente da partilha desse teu maravilhoso SER que tão bem o descreves sem notar.... Um sorriso grande para ti

 
At 26/11/07 09:36, Blogger Lívio said...

Continuo a ler-te gostando!
Boa semana.

 
At 26/11/07 16:05, Blogger O Profeta said...

Prodigioso texto...dispersos sentires...dispersos?!



Boa semana


Mágico beijo

 
At 26/11/07 19:40, Blogger borrowing me said...

a escrita suprema...
adorei a foto.

porque é que o tempo não volta atrás...
bjs grandes

 
At 26/11/07 20:09, Blogger Plum said...

Fiquei deslumbrada com a tua fotografia!!!Uma foto que é pura poesia!***

 
At 26/11/07 20:15, Blogger rosa dourada/ondina azul said...

Bela estampa a colorir o teu poema já de si tão belo !!!


Boa semana
Beijinho,

 
At 26/11/07 22:43, Blogger Joseph said...

Carla,
Olá

Vim só visitar-te e desejar-te um bom dia.

Um beijinho sereno com o maior carinho.

 
At 27/11/07 21:59, Blogger Joseph said...

Carla,
Olá

Vim dasejar-te uma serena noite.
Bons sonhos

Um beijinho sereno

 
At 28/11/07 00:56, Blogger Professorinha said...

Mais um ensinamento excepcional, como já me habituaste :)

Venho também agradecer as tuas palavras de conforto.

Beijos

 
At 28/11/07 01:20, Blogger Joaquim Amândio Santos said...

a sua escrita exibe aqui um código genético alterado.

pujante. simplesmente!

 
At 28/11/07 04:04, Blogger FERNANDA & POEMAS said...

Olá Serenidade, lindo o teu textoooooooo.
Muitos beijinhos.
Fernandinha

 
At 28/11/07 10:50, Anonymous Secreta said...

Este poema "exigiu" um pouco mais de reflexão sobre mim. Gostei , muito.
Beijito.

 
At 28/11/07 18:40, Blogger DE-PROPOSITO said...

Ser sem exigir ser,
---------------
Creio que ninguém exige SER. Mas a partir do momento, em que é SER, uma série de exigências fazem parte de si, para que continue a SER.
Felicidades

 
At 28/11/07 20:00, Blogger Miudaaa said...

"Ser sem exigir ser,
Ter não impondo ter!"

fez-me parar...
parei a olhar para o tecto...

e pensei, como o mundo de todos nós, seria mais brilhante se todos fossêmos sem exigir ser e tivéssemos sem impor ter.

Gostei.

Queria viver num mundo assim, onde todos conseguissemos falar a mesma linguagem dos sentires.

Coisas de miudaaa.

Um Beijo na Tua BoXeXa.

 
At 28/11/07 21:21, Blogger M.M said...

Como sempre, o seu blogue, sereno e bonito.
Sabe bem.

 
At 29/11/07 12:51, Blogger Um Momento said...

Texto e imagem Lindos!!!
Gostei imenso:))
Beijo ... em ti e dia lindo
(*)

 
At 29/11/07 17:26, Blogger impulsos said...

Emudecida...
É assim que me sinto neste momento
Em que bem tento
Mas nada sai...
Que expresse o quanto
Deste belo poema
... eu gostei!

E aquele arco íris "empaneado"

Beijo

 
At 29/11/07 19:59, Blogger Joseph said...

Carla
Olá

Espero que tudo esteja bem, pois vejo que não nos tens brindado com mais um poema lindo. Quando vier, virá, não é?
Nunca se força um poeta. Ele tem que ser natural e sincero.

Olha, tomei a liberdade de indicar o teu nome para um pequeno desafio que acho vais achar piada.
Passa no meu cantinho e dá uma olhada.

Um beijinho sereno.
(Sabes o quanto eu gosto de te ler)

 
At 30/11/07 14:21, Anonymous Secreta said...

Bom fim de semana!
Beijito.

 
At 30/11/07 14:56, Blogger Silvia Madureira said...

Que bela melodia de corpos aqui está descrita.

beijo

 
At 6/12/07 17:05, Blogger suruka said...

Ora aqui sente-se e respira-se musica. As tuas palavras têm melodia.

 

Enviar um comentário

<< Home

Free counter and web stats