Serenidade

Sensibilidade...

13 março 2007

Comigo...

(Foto de Serenidade)

Viver… só… comigo
na imensidão do Universo
é uma alegre penúria
um verdadeiro progresso.
É triste clausura
se fecho as portas do ser
exultação emergente
se a alma comparecer.
É constante contradição
entre o querer e o dever
a harmonia procurar
célula a célula, no meu ser.
Vivo comigo a procura
a serenidade constante
o equilíbrio requerido
no universo apaziguante.
Na espuma do oceano visualizo
o alegre rosto de criança
vivendo consigo um acordo
manter constante a esperança.
A auto-suficiência a ilusão
que tento incutir
mas só vejo a altura
de contigo estar a sorrir.
Comigo e contigo é o certo
numa amálgama de ternura
comigo é mais que evidente
contigo na merecida altura.

22 Comments:

At 13/3/07 08:49, Blogger @zulebranco said...

Comigo, contigo com os demais, qual a diferença, todos nascemos e morremos sós, na vida só podes com muitos estar sendo activa solidária viva, pode-se também partilhar com alguém ou muitos mais e só andar, Como dizia o cantor Espanhol de um grupo de referência " Eu quero cantar-te uma canção, para que tu sejas mi porquê, porque quero que tu eu lutemos pela união do mundo"....Bonita reflexão a tua .... um beijo sereno

 
At 13/3/07 12:11, Blogger DelfimPeixoto said...

GOstei!
jnhs

 
At 13/3/07 12:13, Blogger o alquimista said...

Li da doçura das tuas palavras o imenso dos teus sentimentos...


Doce beijo

 
At 13/3/07 13:21, Blogger Nokinhas said...

Olá!

Mais um dos teus fantasticos poemas... vivemos connosco e com os outros que nos rodeiam... mas a verdade é que somos nos os nossos melhores amigos... que fazemos mais companhia a nos mesmos... por isso é bom que vivamos bem connosco...

Beijinho e fica bem! :)

 
At 13/3/07 14:19, Blogger filipelamas said...

Muitos e sinceros parabéns pela intensidade e melodia das tuas palavras! Elas encerram reflexões muito profundas, em especial a auto-aceitação e a capacidade em nos acomodarmos em relação àquilo que não podemos mudar. Tudo lições que só a Vida vivida nos vai trazendo!
Parabéns!

 
At 13/3/07 16:41, Blogger Existe uma estrela no céu que ninguem vê senão eu! said...

Ve se logo que és gemeos ...

 
At 13/3/07 21:09, Blogger }}cleopatra{{ said...

Olá serenidade!

Sim, és realmente uma pessoa bastante sensível, que revela tudo o que lhe vai na alma em lindíssimos poemas, como este!

Beijinho soprado

 
At 13/3/07 23:17, Blogger =^.^= Tarina =^.^= said...

Parabéns.. Lindo demais...

Tudo o que dizes é tão verdadeiro...

Acho fantástica essa tua forma de esprimires o que sentes ai dentro!

1 beijo =^.^= tarina

 
At 14/3/07 11:11, Blogger Isabel José António said...

´Cara Amiga,

É um extraordinário poema.

À descoberta do Self através da dor, da alegria, da corrida contra o tempo, para descobrirmos que nós somos esse SELF e que tudo está em nós. Basta que dissepemos as núvens que deixámos acumular sobre a nossa cabeça e nos impedem de ver e sentir.

Um grande abraço

José António

 
At 14/3/07 11:17, Blogger João Cordeiro said...

Com a alma serena recebi os teus parabéns.

Obrigado querida amiga.

Um beijo sonhador

 
At 14/3/07 12:39, Blogger Blueshell said...

Tinha saudades de te ler…mas meu Tempo é contra mim…
BShell

 
At 14/3/07 13:43, Blogger Moinante said...

Não , não sou um ermita , mas gosto de vaguear ... e , por aqui passei .
gostei do que li ...

 
At 14/3/07 16:22, Blogger Vida said...

Nascemos e morremos sós e muitas vezes vivemos sós também, mais importante de tudo é sabermos estar bem connosco, sendo assim fácilmente nos fazemos acompanhar por bons amigos.

Boa semana para ti!!!

 
At 14/3/07 17:46, Blogger Movimento em Defesa do Rio Tinto said...

Limpámos um bocadinho de um rio, para darmos o exemplo.
Temos lá a reportagem.

 
At 14/3/07 19:56, Anonymous sereia said...

Olá!
A solidão por vezes, faz parte de uma vida.
Que por vezes as pessoas, conseguem viver com ela.
Outros não...
Mas eu por vezes gosto estar só, para poder refletir um pouco sobre a vida.
Beijo
Sereia

 
At 14/3/07 20:37, Blogger Márcia said...

Realmente... é só sensibilidade...

Lindo blog...

Parabéns

 
At 14/3/07 21:20, Blogger Fernanda said...

Olá
Gosto de ler os teus poemas.
Muita serenidade...

Bjs

 
At 14/3/07 21:37, Blogger Ghandy said...

A solidão ás vezes faz bem. Só depende de ti sair dessa solidão que te apoquenta ou não...
Fica bem
Bjs

 
At 14/3/07 22:01, Anonymous Sandra Daniela said...

OlÁ Serenidade...Em sintonia com o Universo, nunca estarás so!

Que bonito o teu blog....:-)

 
At 15/3/07 00:22, Blogger * Ju * said...

o cansaço é muito, mas liguei o computador só para dar um saltinho aqui... sabe tão bem...

obrigada*

beiju enorme minha linda* bons sonhos*

 
At 15/3/07 12:16, Blogger Pierrot said...

Comigo, contigo, contigo e comigo.
Este poema roda e rebola à volta deste assunto mas não consegue ser enjoativo nem maçador.
Não se para de o ler, mas antes como que se o engole.
Gostei
Tás de parabéns
Vejo que tens uma veia poética fantástica.
Bjos daqui
Eugénio

 
At 17/3/07 09:36, Blogger IsaMar said...

Lindo Pema uma vez mais...
É verdade..nunca devemos fechar as portas ao nosso eu..nem isolarmo-nos...
Quando estamos sozinhos...temos essa tendência...mas temos de encontrar a harmonia entre o querer e o ser...
Lutar contra as adversidades é importante...
A Coragem e a Força de vencer..vem de dentro.

beijinhos

 

Enviar um comentário

<< Home

Free counter and web stats