Serenidade

Sensibilidade...

09 março 2007

Caos Ilusório


(Foto de Serenidade)

No cáustico Universo
tudo existe em sintonia
o que se reflecte na natureza
sua beleza uma harmonia.
O Homem, ser cadenciado
sons melódicos, ser peculiar,
ouve-se a vibração do murmúrio
do Universo a protelar.
Contesta a discordância
entre o ser e o sentir
procura no seu íntimo
o que tem a digerir.
Abrasiva forma de ser
o Homem tem escolhido
tolhe-se na escuridão
da luz tão apetecida.
Na escuridão da noite
encontrarmos claridade
é só seguir a alma
na ausência da idade.
Irónica forma de ser
pensa que tudo conduz
vasta averiguar e ver
a certeza é a luz.
Sol a luz acolhedora
Lua o círio na noitada
Alma a tocha nas encruzilhadas
o coração tem orientado.
Aparente caos, erro exacto,
com o Cosmos… só conexão
a certeza é a ligação
mas… vive-se a vã ilusão.

14 Comments:

At 9/3/07 08:04, Blogger @zulebranco said...

A escrita corre-te nas veias,muito sentida e apaixonada.
A poesia sente-se na tua escrita, de ideias.

beijo muito sereno

 
At 9/3/07 10:10, Blogger MiguelGomes said...

E a beleza que é o caos...

Bom fim-de-semana,
Miguel

 
At 9/3/07 11:22, Blogger João Cordeiro said...

O teu blog invade-me com uma serenidade que não consugo descrever.

Beijo sonhador

 
At 9/3/07 17:08, Blogger Plum said...

Sempre bom ler-te!Bom fim de semana!*

 
At 9/3/07 17:16, Blogger Fernanda said...

Tens um "dom" para fazer poesia deslumbrnte!!!
Está nas tuas veias... és uma pessoa sensível...

Um bom fim de semana

Beijocas

 
At 9/3/07 23:06, Blogger Professorinha said...

E enquanto vivemos a ilusão, vivemos felizes... o pior é a desilusão, aí é que dói...

Beijinhos

 
At 9/3/07 23:22, Blogger =^.^= Tarina =^.^= said...

É por estes caminhos que gosto de caminhar

Foto linda ;)

1 beijo =^.^= tarina

 
At 10/3/07 20:24, Blogger =^.^= Tarina =^.^= said...

Lancei-te um desafio no meu blog...
Se quiseres aceitar ;)
ficarei contente ;)

=^.^= tarina

 
At 10/3/07 22:20, Anonymous x said...

as tuas palavaras sabem a borboletas, a corridas por terra molhada... gostei tanto!tão bonito...

 
At 10/3/07 22:20, Anonymous x said...

as tuas palavaras sabem a borboletas, a corridas por terra molhada... gostei tanto!tão bonito...

 
At 11/3/07 00:39, Blogger Lia said...

Às vezes questiono-me se não preferiria viver no caos da ilusão...

Beijinhos

 
At 12/3/07 01:20, Anonymous su said...

Entre os opostos vive a harmonia e a beleza necessárias da Criação. O aparente caos um complemento. A aparente ordem outro complemento. As palavras outra expressão.

Belíssimo poema.

E a imagem traz-me sensações nostálgicas...do Norte da Terra dos meus pais.

Um beijo em fio aqui da Teia.

 
At 12/3/07 11:26, Blogger Isabel José António said...

Querida amiga,

Sublime poema este. E a palavra sublime já não expressa toda a sua grandiosidade por defeito.

Algo de sublime ou grandioso não é traduzível em palavras. Sente-se...apenas.

Parabéns.

Um abraço

José António

 
At 17/3/07 09:45, Blogger IsaMar said...

Caos...

Pois é...até encontrarmos a concordancia...há sempre um "caos" no nosso sentir...
Temos de adaptarmo-nos muitos vezes, digerirmos certas situações...e enquanto issso acontece...há uma confusão no nosso ser...
O equilibriio do caos...acontece quando encontramos a satisfação..a certeza, a luz pretendida...a tal sabedoria.
Muitas vezes só com uma certa maturidade percebemos, encontramos uma orientação.
beijinhos

 

Enviar um comentário

<< Home

Free counter and web stats