Serenidade

Sensibilidade...

13 março 2006

Dia!

O dia amanheceu,
após uma noite mal dormida (que a noite não tem culpa!),
uma dor de cabeça ( que teima em continuar desde o dia anterior)
e um peso no estômago (ou será na consciência!?).

A viagem para o trabalho,
assim como, a manhã de trabalho,
decorre harmoniosa e serena!
Para os demais, excepto para a própria.

Está presente, sem o estar;
tem consciência dos momentos de inconsciência e alienação que assombram.
E.... a dor de cabeça continua.

Observa e repara: há pessoas felizes,
outras envolvidas completamente no seu trabalho,
outras observam os demais,
outras têm um olhar perdido observando sem observar.

Fala-se com este, com aquele e com o outro!
Transmitem-se sorrisos de simpatia,
finalizam-se situações pendentes,
programam-se saídas de trabalho e outras de lazer,
conversa-se sobre temas banais, mas que....

Oferece-se ajuda!!
Mas... Quem é que precisa de ajuda?!

1 Comments:

At 16/3/06 12:41, Blogger MiguelGomes said...

A melhor ajuda é estar presente...
Interferir quando requisitado e necessário...
Desejando o melhor para todos...
Digo eu...

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

Free counter and web stats