Serenidade

Sensibilidade...

07 novembro 2008

Gaivota de asa ferida

(Foto de Serenidade)


Gaivota de asa partida,
impossibilitada de voar,
arrasta-se entre os grãos de areia,
apressa seu caminhar.

Via gaivota, vai para teu lar,
lá tens teu coração,
tua alma luzente e feliz,
dissemina sã emoção.

Gaivota, não entristeças,
não reclames pela diferença,
nela tens a singularidade,
e marcas tua presença.

Vem gaivota, vem ter comigo,
partilhemos nossa dor,
do sentimento de solidão,
do querer apenas amor.

Não iremos desistir,
não penses que te deixo,
marcaremos a diferença,
neste mundo de desleixo.

Vamos progredir nossa busca,
de harmonia e conciliação,
não deixemos que nos enegreçam,
estamos com a razão.

Mesmo se a razão não existir,
não percamos a esperança,
de um dia encontrar,
connosco, a sã aliança.




"O mundo é perfeito, mesmo na tristeza e no caos, tudo é perfeito! Haverá o momento em que tudo se reorganiza com perfeição!"

6 Comments:

At 8/11/08 00:35, Blogger Maria said...

Não sei como te comentar...
Se ao menos uma gaivota passasse por aqui, neste momento...

Bom fim-de-semana
Um beijo

 
At 8/11/08 09:46, Blogger gaivota said...

lindo poema nas asas duma gaivota, da minha irmã!
vai triste essa menina, caminhando no beiral do cais...
mas são lindas, sempre!
bom fim de semana
beijinhos

 
At 9/11/08 20:27, Blogger TRÍPTICO(POEMAS)FERNANDA said...

Olá querida Carla, a Gaivota vai triste de asa partida, mas em ti também vai a tristesa... Boa semana!
Beijinhos de carinho e ternura,
Fernandinha

 
At 10/11/08 13:28, Blogger IsaMar said...

Não devemos nunca perder a esperança... é verdade. Mesmo com a "asa" ferida.
Gostei da mensagem que passaste cá para fora.
Ás vezes é complicado...evitar a tristeza...mas temos que pensar que AMANHÃ É OUTRO DIA.

beijinhos madeirenses

 
At 10/11/08 22:05, Blogger Maçã com Canela said...

Serei eu essa gaivota ferida...
Adorei ler-te.. já com saudades!

 
At 11/11/08 08:51, Blogger @zulebranco said...

Mais um sorriso grande para ti e umas palavras bem antigas de uma canção memorável do Sérgio Godinho

"...Dizem que os pintos não voam,
este voou sobre as casas,
os que não voam não querem ou lhes cortaram as asas...."

 

Enviar um comentário

<< Home

Free counter and web stats