Serenidade

Sensibilidade...

06 outubro 2008

Hoje!

(Foto de Serenidade)

Quero sentir-te,
tocar-te,
amar-te!
Na beleza do amor,
experimentando alegria e dor,
sentir teu suave calor,
e na sede do teu beijo
ser o leito do teu desejo.
Toca-me,
sente-me,
ama-me,
como ontem,
como hoje,
e, no amanhã,
reviver o amor vivido,
no momento enaltecido.



"A verdade nunca é injusta, pode magoar, mas não deixa ferida."
Eduardo Girão

10 Comments:

At 6/10/08 00:55, Blogger Maria said...

A pureza das águas que tudo lavam...
... que tanto amam...

Beijo

 
At 6/10/08 23:15, Anonymous VFS said...

...e o amor desprendido?

 
At 8/10/08 12:03, Blogger As Sombras de Fim do Dia said...

Gosto da verdade e gosto da água.

:)

 
At 8/10/08 12:25, Blogger Cátia said...

Nada como momentos assim.. de intensidade e desejo quande existe um grande amor por trás.

Adoro passar sempre por cá, mesmo que tantas vezes em silencio.

Beijinhos

 
At 8/10/08 14:52, Blogger gaivota said...

olá carla, como sempre aqui nos deixas mais um poema e uma verdade,
as que não deixam feridas...
será???
beijinhos

 
At 8/10/08 20:18, Blogger Black Rose said...

A simplicidade do Amor...

 
At 8/10/08 20:27, Blogger Vivian said...

...ama como ama o amor.

o resto é ilusão...

amei estar aqui nesta bela
e poética casa.

bjs

 
At 8/10/08 21:45, Blogger Fernanda said...

Hoje!
Amanhã!
Sempre!!!
O amor é algo de belo, que nos faz sonhar e Ser feliz.

Bjs

 
At 8/10/08 22:45, Blogger * Ju * said...

que apaixonada :)

muito bonito, como sempre***

beiju enorme*

 
At 19/10/08 15:31, Blogger Joseph said...

Carla
Olá

Que poema mais bonito!
Esse veio mesmo lá de dentro, dos sentimentos armazenados, no teu coração.
Amei.

Beijos doces;-))**

 

Enviar um comentário

<< Home

Free counter and web stats