Serenidade

Sensibilidade...

02 julho 2008

Robusta és!


(Foto de Serenidade)



Tão forte, insuportável, o Amor que não se vê,
sinto-o com colossal intensidade a aparecer.
não o quero para mim, sua robustez é feroz,
dá-me o contrário do que sinto, sua força é atroz.
Olho dentro de mim. Não me reconheço!
Vejo o que rodeia meu envoltório,
com nada me identifico, nem no reconhecido.
Estrangulada com sua força desumana,
sinto-me faminta de tudo e nada me falta,
a não ser os gestos desejados,
evidenciando ser um Ser amado.
Tão forte, insuportável, sufocada com a dor,
por um sentimento que se chama Amor.




"O ser humano não é uma máquina, mas um organismo, e é muito importante reconhecermos a diferença entre eles."
Osho

6 Comments:

At 2/7/08 18:15, OpenID inatingivel said...

Aquilo que é,
é-o por algum motivo.

Não nos compete julgar o recebido, mas aceitá-lo.

O todo tem razões que o amor desconhece. E para seguirmos o caminho, devemos ter a paz em nós próprios.

... reflectir interiormente ...

Bem hajas!

 
At 3/7/08 08:42, Blogger @zulebranco said...

Sorriso grande para ti

 
At 3/7/08 11:07, Blogger Secreta said...

O Amor é arrebatador ...
Beijito.

 
At 3/7/08 14:08, Blogger Menina do Rio said...

E essa força descomunal e arrebatadora esta sempre a nos arrastar, porque não vivemos sem amor...

Um beijinho

 
At 3/7/08 23:08, Blogger Joseph said...

Carla
Olá

Lindo poema dividido em duas partes;
a 1ª. é paixão... (que não desejas),
a 2ª. é Amor, amor meigo, amor sentimento, diferentemente forte, quase sufocante, mas desejado.

Nunca confundas Paixão (que é cega!) com Amor (que é sentimento, beleza, amizade, relacionamento, paz de espírito!)

Bonita foto.
Grande pensamento.

Beijos ternos, querida amiga;)**

 
At 5/7/08 02:26, Blogger karla said...

... a força do amor!.....

bjinhuu

 

Enviar um comentário

<< Home

Free counter and web stats