Serenidade

Sensibilidade...

06 julho 2008

Cais de embarque


(Foto de Serenidade)


Aportas-te no cais sereno,
sentias o vento ameno,
encantaste-te com o som da melodia,
a fragrância que te levava harmonia.
Irrequietas tuas mãos,
procuraram motivo de tal emoção,
pesquisaste quem poderia ser,
o arquitecto que não se dava a conhecer.
Iniciaste a viagem do desconhecido,
de sentimentos, algures, esquecidos,
chegas-te a mim na incerteza e inquietação,
da tristeza na vida, coração destroçado de emoção.
Teu toque inebriou-me,
teu sorriso conquistou-me,
fizeste-me sentir viva,
permitiste-me voltar à vida.

Meu coração sereno andava,
depressa, repleto de paixão ficava.
Bendito o dia do teu embarque,
na viagem que julgava um massacre.
Hoje és minha alegria,
o sentido da minha exaltada harmonia.

"Da solidão surge um grande desejo de estar com alguém. É este o ritmo."
Osho

9 Comments:

At 6/7/08 00:51, OpenID inatingivel said...

"o infinito precisa de dois."

 
At 6/7/08 03:28, Blogger Pepe Luigi said...

Adorável dissertação de Osho, bem como interessantíssimo o teu poema Cais de Embarque.
Beijos.

 
At 6/7/08 22:45, Blogger Joseph said...

Carla
Olá

Lindo, lindo, lindo!
Adoro quando te vejo postando com alegria plena de amor e paixão.

"Teu toque inebriou-me,
teu sorriso conquistou-me,
fizeste-me sentir viva,
permitiste-me voltar à vida."

Este não me entrelaçou os neurónios!

Uma semana feliz.

Beijoos serenos de carinho;)**

 
At 6/7/08 23:02, Blogger oceanus said...

...as tuas palavras são muito belas!

Boa semana...

bjs do fundo do Oceanus

 
At 7/7/08 08:25, Blogger @zulebranco said...

Bom dia amiga aqui passo para mais uma vez te deixar um sorriso grande

 
At 7/7/08 19:09, Anonymous cõllybry said...

O Porto onde o sentir é delicado, o amor presente...

Beijito

 
At 8/7/08 11:03, Blogger Carla Sofia said...

Viva!
Gosto do teu blog!
jinhos

 
At 8/7/08 13:33, Blogger Mel de Carvalho said...

E aqui volto, depois de prolongada ausência. E aqui te leio, sempre com muito carinho e admiração.

Beijo d(a)e Mel

 
At 9/7/08 12:13, Blogger O Profeta said...

E este Sol impõe a claridade
Pôs no celeste a Lua a bocejar
Perdi a conta das estrelas no céu
Ergui-me em bicos para as contar


Voa comigo sobre as emoções


Mágico beijo

 

Enviar um comentário

<< Home

Free counter and web stats