Serenidade

Sensibilidade...

11 junho 2007

Alegria no silêncio


(Foto de Serenidade)


Silêncio me aconselha,
abre teu doce coração,
deixa o imprevisto aportar,
acolhe-o com paixão.

Olha os rebentos que emergem,
chegam das entranhas sombrias,
nunca deitaram ao vento a esperança,
alcançando a cobiçada alegria.

A felicidade o documento requerido,
na jornada de ócio almejado,
no fado de todos os seres,
irradiar a luz aprisionada.

O passaporte inter galáctico,
imprescindível no presente,
no amanhã vivenciado,
no sempre existente.

Ah alegria que pulas no meu peito,
vai ao encontro do Sol dourado,
da Lua de prata vestida,
no mar teu espaço abençoado.

No silêncio da alma te encontras,
em cada recanto do Universo,
nos seres de luz a expressão,
contigo neste abismo imerso.
"Numa certa perspectiva,
é possível VER TUDO sob um aspecto POSITIVO."
Dalai Lama

26 Comments:

At 11/6/07 00:56, Blogger Isabel José António said...

Querida Serenidade,

Magnífico post, como aliás vem sendo hábito!

Uma excelente semana!

Já actualizámos os nossos blogues Poesia Viva, Caminho do Coração e Observatório.

Um abraço da

Isabel
(e José António)

 
At 11/6/07 08:45, Blogger @zulebranco said...

Olá, Carla, pensamentos filosóficos?....bonitas palavras que conjugam uma bonita sequência.. Boa semana

 
At 11/6/07 09:23, Anonymous Secreta said...

O silêncio , pode ser algo que muito apreciamos e precisamos!
Belas palavras :)

 
At 11/6/07 09:37, Blogger Branca said...

Sim, basta escolher a perspectiva correcta...
Eu tento sempre escolhe-la, por vezes não consigo...
E aí o meu amigo silêncio aparece e percorremos o mundo em pensamentos até que encontramos essa doida perspectiva, que, afinal, estava a brincar às escondidas connosco...

Boa semana! Beijinhos :)

 
At 11/6/07 09:40, Blogger borrowing me said...

pois hoje, segunda feira acordei assim
em silencio
desejo que assim o seja para o resto da semana

boa silenciosa semana para ti

 
At 11/6/07 11:33, Blogger Ghandy said...

fotos lindas e tal...
acho que me é familiaro local

 
At 11/6/07 19:03, Blogger Paulo Sempre said...

"Silêncio", "Alegria", "Felicidade". Palavras inquietas...palavras que brotam dos nossos sonhos...prantos «rios» de lirios e hortelã agreste. Palavras cuja rossonância trespassa os ecos dos nossos gritos e os mais secrotos silêncios...

Ainda assim que não morra a alegria...
Bjs

Paulo

 
At 11/6/07 22:51, Blogger Papoila said...

Serenidade:
Muito belo poema... no silêncio te fundes com o Universo de luz que te rodeia.
Beijo

 
At 11/6/07 23:57, Blogger Oficina dos Risos said...

Porque às vezes um silêncio também vale mais que mil palavras...
Um beijo soRIdente e cheio de Serenidade...

Beijos e Risos... :)

 
At 12/6/07 09:34, Blogger Monólogos.by.Paula said...

Adorei o poema. Subscrevo inteiramente as palavras sábias do Dalai Lama.

Bjinho

 
At 12/6/07 12:59, Blogger Juℓi Ribeiro said...

Carla:

Belíssima foto!
Versos lindos!
Repletos de sabedoria
e docura.
Me perdoe a ausência,
desde o dia 30/01/2007
minha mãe encontra-se
internada na UTI.
Tem sido uma fase triste
e dura para mim.
As vezes,
não consigo escrever...
Seu blog, continua encantador!
Um recanto de paz e beleza
para todos os que aqui chegam.
Um abraço carinhoso.*Juli*

 
At 12/6/07 16:56, Blogger Moura ao Luar said...

O negativismo n traz vantagens, ou pelo menos eu não as conheci até hoje

 
At 12/6/07 18:00, Blogger pitanga said...

Vens a minha festa?

beijos

 
At 12/6/07 19:09, Blogger ContorNUS said...

Enquanto a vida plana... por vezes se ausenta a serenidade... em parte incerta ;)

 
At 12/6/07 19:54, Blogger Plum said...

No silêncio oiço a minha alma!
Excelente foto!Abraços***

 
At 12/6/07 21:54, Blogger Nelson Ngungu Rossano said...

Por vezes é necessário um momento só nosso, um espaço para nós.

bj

 
At 12/6/07 22:54, Blogger efvilha said...

Nós somos ruido.
O cosmo, engastado no vácuo, é silêncio.
Somos filhos da luz e do silêncio.
Beijo

 
At 12/6/07 23:38, Blogger filipelamas said...

Sempre muito belo!
Parabéns!

 
At 13/6/07 00:41, Blogger Miudaaa said...

Minha Doce e Querida AMIGA, se tu soubesses o quanto me soube BEMMM ler a alegria dos silêncios...lindooo!!!

Que os teus dias sejam como estas palavras é um Querer Verdadeiro da tua amiga miudaaa :-)

Beijooo em Tu.

 
At 13/6/07 01:48, Blogger Chama Violeta said...

Olá amiga...Sempre belo e acolhedor!
Boa semana para ti e beijinhos de luz violeta!

 
At 13/6/07 02:00, Blogger poca said...

hummm tão bom o silêncio..

tão bom quando se torna confortável.. acolhedor..

tão bom quando se pode optar..

beijinhos

 
At 13/6/07 14:36, Blogger saturno said...

Lindo poema...
A frase de Dalai Lama é excelente e neste momento penso que muita gente precisava de ouvi-la.

Um grande beijinho doce...:):)

 
At 13/6/07 21:58, Blogger Som Do Silêncio said...

Olá minha querida!
Eu nomeei-te no meu blog...
Mas não deves ter visto...
Vai dar uma cuscadela ao post que diz Award Cupido Fonte De Amor...
Tens lá presentinho pra ti :)

Uma Beijoka Silênciosa

 
At 14/6/07 01:04, Blogger Lia said...

Depende sempre de como queremos encarar as coisas...

E no teu silêncio, encontras a alma que te enche a vida... e o amor...

Um beijo com carinho

 
At 14/6/07 04:39, Blogger Juℓi Ribeiro said...

Querida amiga:

Deixei um mimo
e uma tarefa para você
no meu blog.
Beijo.*Juli*

 
At 14/6/07 14:56, Blogger oceanus said...

É no silêncio, que muitas vezes, encontramos os verdadeiros tesouros. E outras vezes encontramos a nossa própria voz...

beijinhos do fundo do Oceanus

 

Enviar um comentário

<< Home

Free counter and web stats