Serenidade

Sensibilidade...

27 dezembro 2006

VIAGEM DA ALMA


Prado de erva verde, reluzente… como teus olhos que lá ao longe me olham sem os poder ver, fresca pelo orvalho da manhã que prolongou as suas carícias. Ao fundo um bosque denso, ou nem tanto, mas que importa, não é para lá que ela, serenamente, se dirije, apesar de sentir que a observa atentamente e analisa todos os meus passos e, quem sabe sentimentos!!! Ouve o regato, a licor dos Deuses, da Vida, que pulsa em cada um dos seres, errantes viajantes com rumo incerto?! Ou será que preferem a ausência de visão para observar o rumo escolhido por si mesmos??? Pois … enfim ...cegueira pretendida para ofuscar o óbvio, o que está bem na frente dos olhos e…
O campo, magnífico, está bem na sua frente, apetece-lhe sentir a frescura e macieza da relva … deita-se, após um pedido de permissão aqueles seres excelsos, inspira profundamente, atenta a tudo ao seu redor. Sente o cheiro da frescura da terra húmida pelo relento que o sol alto não evaporou e que faz questão de a amar a cada segundo antes de partir para uma viagem de retorno. O suave perfume dos malmequeres amarelos que, aqui e ali, deixam seu rasto, marcando afincadamente sua presença. Sente o toque das folhas paralelinérvias que docemente acariciam seu pálido rosto, rosado pelo Sol que acalenta sua face, seu corpo inerte, que deambula por todo este espaço acolhendo em cada uma das suas células os mais ínfimos detalhes. Ouve o chilrear dos pássaros, o zumbido dos insectos, o estalar dos galhos que baloiçam pela envolvencia do sopro da brisa. Ao longe, ouve-se a água a percorrer o seu trajecto rumo ao seu fado. Fado?! Qual o seu vaticínio??? Singela criatura tão feliz… com tão pouco… Felicidade conseguida nas múltiplas viagens plo seu mundo, onde ninguém a vê e todos a compreendem, onde os dois se tornam num, onde a Unicidade é alcançada e…os segredos desvendados, os mais ansiados... e… os que preferia nem saber! Sente-se a subir, mas… para onde??? Lá, não há mentira, apenas verdades, duras, por vezes. Lá, os sentimentos continuam mesclados, não se discernindo a cor final da amálgama de cores primárias escolhidas para pintar a tela mais bela que poderia existir! Não se preocupa, se não os entende…há-de entender… Os que vêem da alma são os que a vão orientar e indicar o seu verdadeiro fado, tal como o destino bem definido do regato que ouve lá ao longe. O vento sopra cada vez mais forte, um ambiente mágico, tal como a chuva de raios de um Sol tão luminosos que cega seus olhos cerrados. Sente…não entende… o que escurece é a cegueira do que não se quer ver. Corre, sem tempo para sentir o cansaço e cai, novamente, para mais uma vez se unir á Terra Mãe e se elevar até à Unicidade do Universo. Que bom que é…

6 Comments:

At 27/12/06 09:44, Blogger Desassossego said...

Até eu me deixei levar... ir... que bom que foi.

beijo doce.

 
At 27/12/06 10:55, Blogger @zulebranco said...

que bom ler-te mais uma vez, os sentidos ficam despertos e alimentam a alma....Um beijo sereno

 
At 27/12/06 15:46, Blogger BlueShell said...

Um texto soberbo...

Ontem olhei o céu azul...e percebi que tinha a maior das bênçãos: estava viva!!!
Ajoelhei de dei Graças!...não contive as lágrimas...fiz com elas um espelho para me olhar sempre que estiver triste e me lembrar...que não tenho razões para chorar!

Obrigada!

Um 2007 abençoado e pleno de Felicidade, Amor e Paz...

((((((((((((((((((((((((((((((((((
)))))))))))))))))))))))))))))))))))
((((((((((((((((((((((((((((((((((

 
At 28/12/06 12:11, Blogger Filipe said...

É realmente um grande passeio. Nunca esquecer: sempre em frente e de cabeça erguida (e de vez em quando uma paragem, para descançar)..
Bom 2007!
Bjs

 
At 28/12/06 18:03, Blogger MiguelGomes said...

:)

Fica bem,
Miguel

 
At 30/12/06 14:30, Blogger Ghandy said...

A Natureza quando observada e sentida diz-nos e transmite-nos muito. Transmite-nos a sua energia, a sua paz, a sua serenidade....
Estas viagens só nos fazem bem, fazem-nos sentir...
Fica bem
Bjs

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

Free counter and web stats