Serenidade

Sensibilidade...

11 março 2014

Ah?

(Foto de Serenidade)
 
E, quando tudo poderia ser/acontecer,
o inesperado surgiu!
Do previsto nada se concretizou,
mas, a nossa boca se abriu!
Espantados com o imprevisto,
assombrados com a informação,
as bocas cerraram-se,
só se ouvia o coração.
A incredulidade é tamanha,
quanto a incerteza do acontecimento,
nunca, em lugar algum foi pretendido,
nem em nosso pensamento.
As bocas abriram-se,
o coração parou,
ocorrem concretizações que…
Deus, nem a todos agradou!
Mas, não nos dá mais do que possamos,
em nossos ombros suportar,
haverá algum mistério escondido!
Será pelo nosso amar?!
Talvez um dia lá chegaremos,
encontrando, de tudo, a razão,
neste momento de inquietação,
apraz-nos, juntos, viver esta expedição.
 
"A esperança é um alimento da nossa alma, ao qual se mistura sempre o veneno do medo."
 

 
 

1 Comments:

At 25/3/14 09:57, Blogger @zulebranco said...

Será real ou ficção? a vida é feita de pequenos nadas... o sonho comanda a vida,
Como tudo que acaba como pedra rolando numa fraga.....
a esperança volta com a vontade de emergir viver viver e sentir...

A beleza e simplicidade com que escreves definem-te muito bem...Bem hajas
Sorriso para ti

 

Enviar um comentário

<< Home

Free counter and web stats