Serenidade

Sensibilidade...

20 janeiro 2007

Um Prado e Dois Corações


A tempestade ronda o verde prado
paira sobre a vitalidade da vegetação
observa tão grande pranto
e esvai-se em contemplação.

O sol irradia seus brilhantes clarões
luz branca rejuvenesce a podridão
os corações tolhidos ficam embriagados
preenchendo o vazio em dissolução.

A neblina que se fazia sentir
levanta com a alvorada
tal as aves encetando
uma nova jornada.

Os corações apreciam o calor cintilante
de uma lua intrigante e complacente
que as hastes de feno atravessa
felicitando um amor clemente.

Corre sem parar no verde campo
sentindo a exuberância e o calor
o seu ser extasiado cai
delegando na terra pesarosa dor.

Circula o riacho lá ao longe
de margens definidas, acidentadas,
tal as formas de seu cárcere,
de orlas amargas cinzeladas.

Cúmplice do amor de outrora
continua seu curso sem rumor
apregoando a todos os seres
o esplendor de tão grande amor.

Vê-se por entre o verde prado
dois corações com tão grande amor
e, ao longe, na cisão corpórea
o negrume de tamanha dor.

E se nada mais existisse,
se não o prado e a afeição,
tudo seria exemplar e repleto
de um amor em perfeição.

18 Comments:

At 20/1/07 00:58, Blogger Diário aberto said...

simplesmente liiiiiiiiiiiindo!continua...um abraço, sonia

 
At 20/1/07 01:32, Blogger Juℓi Ribeiro said...

Querida Carla:

"Vê-se por entre o verde prado
dois corações com tão grande amor
e, ao longe, na cisão corpórea
o negrume de tamanha dor.

E se nada mais existisse,
se não o prado e a afeição,
tudo seria exemplar e repleto
de um amor em perfeição"

Minha amiga de além-mar:
Pude através dos teus versos,
divisar teu lindo coração
e acredito que
nenhuma dor ou negrume,
vai conseguir escondê-lo...

Como sempre, teus versos
estão maravilhosos!
E estar aqui é sempre
prazeroso.

Beijo*Juli*

 
At 20/1/07 04:09, Anonymous Anónimo said...

Faltou a cabana.. :-)

Linda alma..lindo canto..serenidade em Ti..

Um amor perfeito.."quando sai um coração, é um par que vai"..

Obrigado pelo prazer de lêr-te

um abraço
intruso

 
At 20/1/07 14:01, Blogger * Ju * said...

espero que tenhas razão querida... espero que corra tudo bem, e que passe rápido... estou mesmo a precisar de um tempinho sem nada...

beiju muito grande de optimo fim-de-semana, e com saudades... :) ***

 
At 20/1/07 14:10, Blogger Miudaaa said...

Sempreee, Sempreee O SENTIMENTO que comanda a vida, nas tuas palavras, serenas e bonitas como tu... e tens aqui todos os restantes elementos que pintam a tela da vida, que dão cor, que dão sabor, que dão o que nos dás: BELEZA.

Um bom fim de semana amiga. Um xi-coração apertadinhdo em tu :)

 
At 20/1/07 15:11, Blogger serenidade said...

Boa tarde intruso, obrigada pelas palavras carinhosas.
Não tens de agradecer, é um prazer saber que gostas, mesmo que não saiba quem és...
Retiro o que disse... afinal não estou mesmo a ver quem sejas...

Um fds sereno a todos os que por este cantinho passarem..

 
At 20/1/07 16:11, Blogger =^.^= Tarina =^.^= said...

"E se nada mais existisse,
se não o prado e a afeição,
tudo seria exemplar e repleto
de um amor em perfeição."

Tudo pode ser perfeito se no fundo da nossa alma nos conseguirmos abstrair de tudo o resto...

Algo que nem sempre fazemos (eu incluida!)

Um beijo de bom fim de semana para todos =^.^= TARINA

 
At 20/1/07 18:56, Blogger Nokinhas said...

Como sempre mais um belo poema onde a temática ronda esse tão nobre sentimento que é o AMOR... O Amor... porque será tão dificil vivê-lo em plenitude?! Um Amor perfeito... acho que é por isso que todos nós esperamos...

Beijinho grande e bom fim de semana!

 
At 20/1/07 23:06, Blogger Bruxinhachellot said...

Este verde prado vela pelos corações apaixonados e sedentos da magia do amor.

Caminhei até encontrar-te nestes verdes prados.
Voltarei agora que o caminho não mais está oculto.

Beijos brincalhões.

 
At 21/1/07 10:56, Blogger }}cleopatra{{ said...

Olá!
Mas que belo prado verde aqui encontrei!
Parabéns!! É de facto muito belo!!!
Feliz daquele que tiver o prazer de te dar a mão e nele se passear contigo... de mão dada...

Beijinho soprado

 
At 21/1/07 11:15, Blogger Fernanda said...

Obrigado
É calmo e cheio de amor o teu prado e que pode ser de todos nós.

Bjs

 
At 21/1/07 11:55, Blogger o alquimista said...

Expledida poesia feita de sonho encanto e nostalgia...
A luz inundou o dia, no resto do vago que resta da noite, sons de melodia dolente que ecoaram por toda a lagoa...

Feiticeiro domingo

Doce beijo

 
At 21/1/07 14:53, Blogger A vida da pipoka said...

um fim de semana com muita cor!
beijos da pipoca
as minhas palavras

 
At 21/1/07 15:18, Blogger Existe uma estrela no céu que ninguem vê senão eu! said...

Perco-me na musica do teu blog e perdi-me com este poema. Muito bonito!
até sempre
kiss

 
At 21/1/07 17:37, Blogger CM said...

Deixei "voar" as minhas palavras perante as tuas... a imaginação também voou...
Simplesmente mágnifico e até mágico...

Beijo

 
At 21/1/07 21:34, Blogger IsaMar said...

Lindo poema...
Nada mais bonito e simples que a beleza da Natureza.
Nada melhor que o campo..o verde prado para dar uso á nossa imaginação...
É cumplice dos nossos receios, desabafos...das nossas inquietações, felicidades e saudade.
Muitas vezes encontra-e na Natureza a Vida...o nascer d eum novo dia...Muitas vezes é para onde vão os enamorados gozar do cheiro..do silencio...da alegria de estarem sós..e tudo o resto ser cumplice do amor...

beijinhos madeirenses

 
At 21/1/07 22:31, Blogger perola&granito said...

Lindo foto e poema.

 
At 22/1/07 08:50, Blogger @zulebranco said...

Que mais dizer das tuas encantadoras palavras que a seguir a tempestade bem a bonança....pelo menos é o que dizem....esperemos que seja.....Obrigado

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

Free counter and web stats