Serenidade

Sensibilidade...

13 janeiro 2007

Lá está ela ... por trás da bruma!


Galgo a bruma de um caminho conhecido,
derrubo-a com passo apressado,
sem pressa de lá chegar e...
lá a vejo … a cintilar!
Domino a névoa do trilho escorregadio,
que com o galgar se torna certo
passo apressado e agastado
de quando já se é ousado!
Veloz a neblina estilhaço
com as armas secretas de quem pouco ou nada tem
apenas um coração amargurado
repleto de calor e amor demasiado!
Galgo a bruma de uma vereda enigmática,
com a força de um cavaleiro arrojado,
que com bravia supera a contenda
com coração meigo e amedrontado!
Transponho a sombra agastada.
Lá, onde sempre me aguarda, estava ela, olhava-me e acarinhava-me
como sempre, me iluminava e ilumina,
para sempre a contemplarei enternecida!

12 Comments:

At 13/1/07 00:52, Blogger elsa nyny said...

Olá!!!

Lindo poema!

Beijinhos!!!
:))

 
At 13/1/07 09:53, Blogger }}cleopatra{{ said...

Olá Serenidade!

Antes de mais, quero agradecer todas aquelas palavras com sentido e sentimento, que deixaste no meu cantinho. É tudo verdade! Mas a fase da adolescência é tão complicada...

Bem... adorei este poema!!
A estrela que brilha em cada manhã, mesmo que não esteja à vista, por causa da bruma... mas está lá e o seu calor, mais cedo ou mais tarde, acabará por se sentir!
Aquela estrela que nos ilumina, nos aquece e nos dá a vida!

Um beijinho soprado

 
At 13/1/07 21:33, Blogger MiaHari said...

Olá serenidade,

Linda a foto, lindo o poema!
Este espaço parece dançar e correr à velocidade da luz...

Um bom fim de semana.

 
At 13/1/07 21:57, Blogger o alquimista said...

Passei para te desejar um mágico fim de semana...e poema liiiiindo!

Doce beijo

 
At 13/1/07 22:20, Anonymous Anónimo said...

Um coração repleto de calor e de amor não poderá estar amargurado, poderá estar em mágoa, em tristeza, em sofrimento...
Alguém tão doce, tão plena de luz, encontrará sempre o seu sol, a sua estrela, mesmo por detrás da bruma!
1 ABRAÇO...
Aflor

 
At 14/1/07 01:23, Blogger Juℓi Ribeiro said...

Minha amiga:

Linda foto!
Lindos versos!
Lindos sentimentos!

Através da neblina
podemos descobrir
muitos encantos.
Através dos teus versos,
podemos visualizar estes
encantos...

Parabéns poetisa!
Não é a toa que
se chamas "serenidade"

Beijo.*Juli*

 
At 14/1/07 12:14, Blogger * Ju * said...

"Galgo a bruma de uma vereda enigmática,
com a força de um cavaleiro arrojado,
que com bravia supera a contenda
com coração meigo e amedrontado!"

que linda descrição de ti :)

mais uma vez, lindo... e óptimo de ler e sentir... :)

beiju muito grande, e boa caminhada**

 
At 14/1/07 15:06, Blogger =^.^= Tarina =^.^= said...

"Lá, onde sempre me aguarda, estava ela, olhava-me e acarinhava-me
como sempre, me iluminava e ilumina,
para sempre a contemplarei enternecida!"

Que palavras... e que sentimentos...
fantástica essa tua maneira de transpores os teus sentimentos! Encantada!

Gostei de conhecer o etu blog!

 
At 14/1/07 15:14, Blogger Diário aberto said...

mais um poema, lindo como tu és...linda e inteligente e tanto para dar...e receber!um abraço

 
At 14/1/07 20:06, Anonymous Jofre Alves said...

Vir até aqui e ler este lindo poema, foi deveras agradável. Bom resto de domingo.

 
At 14/1/07 21:45, Blogger Filipe said...

É a luz que abre caminhos entre a escuridão..
é, portanto, ela que muitas vezes nos guia, ilumina os nossos caminhos e nos ajuda a estar cientes do atribulado mundo que nos rodeia...
Que essa luzinha nunca se apague;)

Boa semana!
bjs

 
At 15/1/07 00:12, Blogger M.M said...

O seu blog é, de facto, sereno.

Gostei do texto e da calma que aqui se respira.:)

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

Free counter and web stats