Serenidade

Sensibilidade...

10 janeiro 2007

Sentidos


Sinto-te, falo-te, mas … não te vejo!
Que importa?
Sei que aí estás!
Lado a lado seguiremos,
caminharemos e construiremos nosso percurso,
da vida ansiada e… planeada…
No âmago da minha existência estarás Tu!
Nas deambulações da Tua estarei Eu!
Caminhando …
… pelos prados verdes resplandecentes,
… pelos cursos tortuosos dos rios,
… nas ruelas de passagem de reis e senhores nobres,
… nas avenidas atafulhadas de transito e poluição,
… na praia sorvendo a suave maresia…
estaremos lado a lado,
meus cinco sentidos alerta
para te poder acarinhar e contemplar.
Meus olhos cegos e arregalados vêem-te!
Sinto o toque mesmo quando não estás!
Ouço a tua suave voz que vem muito para além do murmúrio das ondas!
Cheiro o perfume inconfundível que imanas, qual aroma a alfazema!
Saboreio o prazer de te ter aqui mesmo sabendo que estás ali!

9 Comments:

At 10/1/07 08:26, Blogger @zulebranco said...

Bom dia,
De novo o regresso às origens,na beleza das palavras, o sentido a Céu aberto....Muito bonito....esse sonho contemplado no sentir em que tudo dás nada pedes.....Beijo sereníssimo.
Obrigado pela partilha da beleza interior reflectida nessas palavras bem sentidas.

 
At 10/1/07 12:23, Blogger Nokinhas said...

Olá!

Mais um belo poema... dos quais já nos habituaste...

As vezes ele não está fisicamente ao nosso lado mas sentimos que caminha lado a lado connosco!!....
Espero que um dia o caminho dele se cruze com o teu... para continuarem essa caminhada juntos...

Beijinho e fica bem!

 
At 10/1/07 14:54, Blogger saturno said...

E eu... deixo-me levar por estas palavras tão puras e profundas.
Voltarei para ver o lindo post que virá.

Beijinhos!!

 
At 10/1/07 16:14, Blogger Vida said...

Excelente poema que nos fala da saudade, amor e saudade.

Beijos,

 
At 10/1/07 16:40, Blogger White Angel said...

Lindo de morrer o que escreveste...
Revejo-me nele!!!!
Quanta serenidade!!!!
Beijos com carinho...

 
At 10/1/07 17:51, Blogger Juℓi Ribeiro said...

Minha querida amiga:

Lindo poema!
Tão lindos como os sentimentos
que repassas através dele.
Maravilhosa esta frase:
"Saboreio o prazer de te ter aqui
mesmo sabendo que estás ali"
Como sempre, ler o que escreves,
encanta e emociona...

O amor e a amizade verdadeiros
continuam, apesar de longas distâncias.
Devemos enxergar
com os olhos do coração.
E o teu coração deve ser privilegiado,
tu és capaz de enxergar,
lindos sentimentos
e com seu talento
colocá-los,
numa folha de papel...

Beijo.*Juli*

 
At 10/1/07 20:22, Blogger Chama Violeta said...

Lindo teu espaço...Um ótimo e mágico 2007 para ti!!!! Poesias,rimas,palavras...
Fica bem...

 
At 11/1/07 00:08, Blogger IsaMar said...

Sentidos...ver, tocar, sentir, ouvir, cheirar....São sentidos.
Mas aquele que é mais importante é o ver...olhar...
Atrvés dele tomamos conhecimento do mundo..vemos o belo e o mau...vemos quem desejamos.

Ver_te é ter a liberdade
De ter-te..
De sentir-te
De ouvir-te...
Por isso Te tenho...
É por essa razão
Que não te tenho
Porque nunca vi-te....

Mas imagino o teu cheiro
O Perfume do teu mar...
E saboreio-o até te chegar...

Carla... compreendo perfeitamente o teu sentir...

Ve-lo nas suas ruelas e calçada
Fazer-te uma bela e serena serenta
Sentirias-te tão bem afagada
Em seus braços de fogo e prata...

Contarias teus segredos
Beixinho para niguem ouvir
Não tenhas medo..
Um dia ve-lo ás sorrir...

beijinhos madeirenses

 
At 13/1/07 11:52, Anonymous Aflor said...

Falas de encontro para lá do tempo e do espaço, algo que transcende a compreensão lógica do mundo!
Beijinhos
Aflor

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

Free counter and web stats