Serenidade

Sensibilidade...

18 julho 2006

Criança Interior 1!


Os olhos estavam fechados, o corpo solto e a atenção na sua criança interior (na sua essência, na sua alma!)
A música começou…
O corpo liberto de tensões começou a baloiçar ao ritmo da música... libertava-se cada vez mais, mas… partes estavam inertes, pesados, estagnadas!
Questionava a sua criança interior o que pretendia, que dialogasse sem receios, que se deixasse ouvir, que lhe falasse porque motivo sentia algumas tensões!
A criança não respondia! A música continuava! Ela dizia-lhe constantemente que queria dar-lhe muito amor, que a amava, que a iria proteger (coisa que não tem vindo a fazer, tem-na maltratado… e muito!).
Ela continuou a liberta-se a não dar importância aos outros que se encontravam no mesmo local e… a criança começou a responder. Os braços começaram a baloiçar e a criança começou a fazer o que sempre quis e… nunca teve, o que não sabe fazer, o que quer muito fazer…
A criança Abraçou-a!
Ao ritmo da música, o corpo baloiçava e ela era abraçada pela sua criança interior, a cada segundo que passava mais forte era o abraço e…maior a emoção. A música terminou, os olhos abriram-se, um sorriso estava espelhado no seu rosto e as lágrimas queriam iniciar um percurso que terminaria num bonito beijo. A emoção do abraço era tão forte e agradável, que ela prometeu, decidiu, não mais maltrata-la.
A criança mostrou o que estava a oprimi-la e… ela sabendo-o desde sempre, sem o saber até então, não o exteriorizava, não o compreendia, estava a maltratar-se e a maltratá-la.
Agora ela compreende o porquê de não saber dar um abraço forte sem se retrair (mesmo que o outro note), o porquê de não conseguir receber um abraço sem achar estranho e o porquê de admirar aqueles que cumprimentam com um forte abraço!
Abracem muito os vossos filhos, desde o ventre materno e até no momento da concepção…
Façam-me um favor ABRACEM-SE muito e amem-se….

3 Comments:

At 19/7/06 11:21, Blogger o alquimista said...

Texto sublime cheio de humanidades, um encanto a tua forma de dizer a vida...

Um doce beijo

 
At 19/7/06 16:55, Blogger saturno said...

Deixe a criança libertar-se e manifestar-se porque todos nós necessitamos disso. Não tenha medo de um abraço ou das consequências que pode trazer, o importante é senti-lo e gostar de o sentir.
Beijos...

 
At 20/7/06 22:55, Blogger IsaMar said...

Transmitiste-me agora uma grande força interior.
Temos de libertar as tensões e abraçar o que nos faz sentir bem.

Força

beijinhos

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

Free counter and web stats